Translate

sábado, 22 de dezembro de 2007

RONALDO MONTE
Não vou falar do Ronado Monte psicanalista, professor da UFPB. Não vou falar do poeta de versos talhados no pouso da abelha. Muito menos do escritor Fora do Eixo. Vou, apenas falar do Rona. Um amigo de inteligência e imaginação sem gaiolas conceituais. Pois este ser humano tão especial, na arte, no conhecimento, na vida... Ainda encontra tempo para crescer por aí, quando vai voluntariamente à Mandacaru (Bairro operário pessoense) ajudar nas oficinas de leitura oferecidas pela fundação de cultura do município. Lá, Rona virou ídolo da meninada. Com seu carisma, com a sua sensibilidade aguçada, com uma percepção exata do sentido que há neste presente dos deuses e das deusas: estar vivo! Viva Rona!

Massagem de Natal ao Carnaval
Jomard Muniz de Britto

Além e aquém dos abismos,
dos teísmos e ateísmos,
dos gêneros e transgenéricos,
dos mistérios e mascaradas,
das províncias em portunhol,
desejamos 2008 interpenetrações
da vida em arte,
educação em processo,
solidão em solidariedade.


JOMARD MUNIZ DE BRITO
Uma pessoa se torna uma pessoa importante em seu tempo quando consegue traduzir até mesmo nos seus menores gestos, uma revolução. Jomard Muniz de Brito - poeta e pensador de Recife para o mundo – é assim. Traz em si os elos tropicalistas, mas não ficou no tempo. Jomard é um homem e um poeta além do seu tempo. Uma das personalidades mais ilustres e dignas da história cultural do Brasil.

EM LISBOA

No blog do português Rogério Santos, uma boa referência ao meu Texto Sentido e um poema. Aliás, tenho recebido bons abraços ao novo livro. Rogério Santos é amigo de Constança Lucas, artista visual e poeta que fez o desenho da capa do meu livro.

POEMA DE
SERGIO DE CASTRO PINTO

o lápis
é um caniço
pensante

na maré
vazante
da linguagem.

(O lápis, poema do grande Sérgio de Castro Pinto extraído do livro “O Cristal dos Verões”)

4 comentários:

Dias para Cerebrar disse...

Vim desejar um Natal Novo (pq se o do ano passado foi ruim que esse seja melhor e se foi bom que esse continue bom só que de uma forma diferente pra ficar mais legal!) e um Feliz Ano (Ano novo, ano velho, o que importa é que a palavra FELICIDADE esteja sempre presente. Isso deixa a vida melhor).
Tudo de bom para tu e que em 2008 você continue nos fazendo sentir seus textos em/com todos os sentidos!

Beijo Grande!

Cássio Amaral disse...

Seu blog é muito bom! Lau, bela entrevista na Germina. Parabéns.

Bom natal e ano novo.

Abração e eflúvios positivos.

Cássio Amaral.

Isabella Benicio disse...

O novo espaço mantém a qualidade e o aconchego de sempre. Bacana mesmo, Lau.
Um Natal bem feliz entre os teus e um 2008 recheado de coisas boas.
Beijão.

Átila Siqueira. disse...

Oi, adorei o seu blog e gostei muito também dessa última postagem.

Vim aqui também para te dizer que coloquei um link de seu blog no meu, e se quiser, dê uma passada e visite. http://atilasiqueira.blogspot.com/

Obrigado e parabéns, Átila Siqueira.