Tua pele em minha ousadia


Quando tua voz estremece meu riso
no silêncio absurdo das horas frias,
sinto que teu beijo é hálito e abismo
de onde vejo ternas tuas mãos vazias.

Quando em teu beijo meu desejo voa,
nas horas em que estamos desnudos,
na ancestral velhice cumprida à toa,
fecho teus olhos e nos amamos mudos.

Tuas pernas entreabrem minhas pálidas
lembranças dum tempo arte que arde.
(Dizem que até ausências são válidas!)

Teu sexo me engolindo, a pele ardendo,
dizendo que pra saudade nunca é tarde.
Sei de você em mim, só não sei quando.

(lau Siqueira, poema roxo)

SERENATA
A beleza é algo necessariamente suave e ao mesmo tempo agudo. Algo que não se vincula a padrões que não estejam no impulso lívido de uma folha que cai lentamente de uma árvore, cumprindo os círculos do seu próprio destino.

NA VIRADA DO SÉCULO
Aqui e ali tenho cruzado virtualmente com pessoas que leram meus poemas na antologia Na virada do século – poesia de invenção no Brasil, editada pela Landy(SP) com organização de Cláudio Daniel e Frederico Barbosa. A antologia faz um recorte da poesia dita de “invenção” (ancorada nas vanguardas) feita no Brasil a partir dos anos 90. Se quiser adquirir o livro, no site da antologia tem um link para a Livraria Cultura.

DICAS DE LEITURA PARA 2009
No portal Cronópios (um dos melhores espaços para a poesia e prosa contemporânea) consta uma lista com dicas de leituras de autores brasileiros (eu inclusive). Caso queira uma boa orientação para compra de livros, acesse o portal. Lá também você vai me encontrar, também, entre os colunistas.

MÚSICA DO MUNDO
Quem estiver por João Pessoa ou arredores não pode perder o Festival Música do Mundo, realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa – FUNJOPE na divisa das praias de Tambaú e Cabo Branco. Começa dia 26 próximo (amanhã) com Aguaúna e Orquestra de Violões e acaba dia 30, com a Camerata Mulher e o grupo Tarancón.

DUAS MULHERES
Recebi dois livros belos. Um deles, Plumagem, da poeta campinense Fidélia Cassandra. O outro veio de Jundiaí, presenteado pela queridíssima Adalgisa Zanirato. O violino cigano – e outros contos de mulheres sábias traz de histórias orais recontadas por Regina Machado. Mais duas dicas de leitura.

MEUS PARCEIROS
Um dos mais importantes poetas brasileiros da cena contemporânea, Ademir Assunção mantém o blog “Espelunca” cujo link você pode encontrar aqui ao lado. Visite-o! Meu blog não valeria a pena não fossem os links para outros espaços.

Comentários

BAR DO BARDO disse…
Eu digo sim.
Obrigado pelas dicas.
Se puder, visite-me: dobardo.blogspot.com.
mariagomes disse…
" meu blogue não valeria a pena não fossem os links para outros espaços"


que surpresa enorme chegar aqui!
e vim pelo blogue do Fred Matos...

maria
Thomaz Ribeiro disse…
Adorei o blog. Achei-o um espaço precioso para a boa literatura. Gostaria de saber se posso linkar seu blog e saber se você poderia linkar o meu. Aguardo resposta.
Abraços.
Mara faturi disse…
Sempre bom visitar o querido amigo,
tudo muito interessante por aqui, como sempre;)
bjão
EnGuia Cega disse…
que poema visual é esse no topo de seu blog? absurdo.

vê as coisas que produzi lá no Enguia Cega.

Abraços e bom ano novo

http://www.enguiacega.blogspot.com/
Miguel Barroso disse…
Belo espaço. Fiquei fã.


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO
Anônimo disse…
Por que nao:)

Postagens mais visitadas deste blog