ruído d’água
no rio nascente
música dos peixes

(Na verdade, isto é um Haiquase. Uma tentativa de haikai que publiquei no meu terceiro livro, Sem meias palavras- 2002)

ELEONORA FALCONE
A cantora paraibana Eleonora Falcone estará realizando uma série de shows do circuito BNB, entre Sousa-PB e Fortaleza-CE, passando por Cajazeiras(PB), Nova Olinda (CE), Juazeiro do Norte(CE), entre os dias 14 e 18. Confira a agenda e o trabalho de Eleonora Falcone, no site www.eleonorafalcone.com.br . Poderemos ter uma noção da grande cantora que é Eleonora Falcone em alguns vídeos que estão no site. No entanto, é ao vivo que ela arrasa. Um show para pessoas sensíveis e pulsantes de qualquer cultura. Confira!

PELE SEM PELE
Ainda não tenho certeza se devo mudar o formato do blog Poesia Sim. Por enquanto, preferi investir no Pele Sem Pele, onde guardo meus textos mais longos. Na verdade, o blog funcionava mais como um arquivo de textos. Artigos sobre leitura, política cultural, livros e artes plásticas, música... Lá eu escrevo sobre esses temas com todos os sentidos de um leitor das imagens e das sonoridades do mundo. Nenhuma pretensão crítica me habita. Nesta edição escrevi sobre o trabalho de Constança Lucas.

EDUCAÇÃO E POESIA
Dia 23, às 07h15min, estarei na Escola Lourdinas, em João Pessoa, conversando com os alunos sobre poesia. Lembro que em 2005 estive em algumas salas de aula e a relação com os meninos e meninas foi fantástica. Lá pélas 9 horas do mesmo dia, o poeta Antônio Cícero abre o ano letivo do Centro de Ciências humanas Letras e Artes, da UFPB Campus 1, com uma palestra sobre Poesia (no auditório 411).

PAZ SOBRE A CRÍTICA
“A crítica é, sobretudo, um ato de amor. Por isso não é uma arte que se conhece através do amor. Um conhecimento que NE, por isso mesmo, uma recriação, uma reinvenção do texto. A crítica é ciência e é arte, é conhecimento e é recriação. Seu fundamento, sua origem, é o prazer. Quando esse prazer se transforma em paixão, nasce a grande crítica que se converte em verdadeira literatura.” Um texto que nos faz pensar sobre a crítica que se faz hoje, no Brasil. Na edição anterior, citei isso sem lembrar onde tinha lido.
(Octávio Paz, numa referência aos escritores como Jorge Luiz Borges que foi, também, um grande crítico. Fonte: revista Literatura)

POEMA DE DUDA MACHADO

pra mim

o páreo
é dentro

corro
por fora

(aéreo
atento)

e fim

(A um apostador, poema Duda Machado, que nasceu na Bahia, mas mora no Rio. O poema acima foi copiado da antologia Artes e Ofícios da Poesia, organizada por Augusto Massi e publicado pela secretaria Municipal de Cultura,de São Paulo, em 1991)

Comentários

Mirse disse…
O peixe é o símbolo do cristianismo.
O ruído dágua , os murmúrios de preces.
Simplesmente maravilhoso!

Lau, amo a bahia! Se pudesse iria assistir suas aulas.

Nem sempre se pode o que se deseja!

Grave!

Beijos

Feliz Páscoa!

Mirse
Mari Amorim disse…
Na enchente da rua
Uma poltrona boiando...
Uma criança e uma esperança.
Feliz Páscoa!
Mari Amorim


Ps.gostaria de saber se é possivel,divulgar seus livros em meu blog?
Sidnei Schneider disse…
murmúrio de rio
pousa um pássaro
na caixa-d'água

algo haikais 1987-1992

venho aqui mesmo sem deixar comentários, é bom esse contato!

abraço grande

Postagens mais visitadas deste blog