Translate

domingo, 2 de agosto de 2009

olhar de arranjo


até a derradeira sílaba
caminho no que estimo
levar-nos ao silêncio

não exatamente mudo


(poema vermelho, l s – lausiqueira@yahoo.com)

O CANTO DAS ARARAS
Soube que Cátia de França, em show recente aqui na Cidade das Acácias, prestou uma emocionante e emocionada homenagem ao poeta que me habita. Disse que sou um homem de alma feminina. Na verdade, Cátia, minha alma é apenas alada. Transita na sensibilidade, mas também é rija e inflexível. Cátia é uma artista excepcional, uma cantora de uma ancestralidade visceral. Ela sabe que é no rigor que se separa o joio do joio e se prepara o plantio do melhor trigo. Agradeço a doce lembrança, com o coração escancarado...

POR FALAR NISSO
Lembro muito bem do show de lançamento do disco Avohay, de Zé Ramalho, no antigo Teatro Leopoldina (parece que hoje é o teatro da OSPA), em Porto Alegre. Foi no ano de 1978. No palco, com Zé, dois grandes artistas paraibanos que anos mais tarde seriam meus amigos, Pedro Osmar e Cátia de França. Pedro Osmar é, também, um dos grandes pensadores da cultura na terra de Ariano Suassuna.

ELE MORAVA NUM MERCADO
Ele morava num mercado e, por estar habitando o inabitável foi despejado. Agora mora na rua do Rio. Onde não tem rio algum e o esgoto escorre pelas calçadas. É habitante da loucura. Toma droga forte pra evitar os vulcões da memória. Isso me fez lembrar que a tristeza não pede passagem... ela passa. Arrasa, mas passa. Num caso assim, mais arrasa que passa.

LETRA LÚDICA
O poeta José Antônio Assunção me convidou para participar do programa Letra Lúdica, na TV UFPB. Quem deseja conferir o formato do programa, deve entrar nesse link,
http://www.ufpb.br/bancodevideos.html.

RETRATOS DA LEITURA NO BRASIL
Vou falar sobre o livro Retratos da Leitura no Brasil, de Galeno Amorim, livro póstumo, diga-se de passagem, mas com informações preciosas (e curiosas, também) para quem se interessa por leitura enquanto política pública. Por exemplo, em algumas regiões do país, a poesia é mais lida que a Bíblia.

estrela


PAULO LE
MINSKI
E VOCÊ LÊ
O QUÊ?

(ls)

6 comentários:

Caroll disse...

oi...gostei do blog.
Vou virar uma seguidora.
Até mais.

BLOG DA ASPE disse...

Gostei de seu blog, Lau. Trata-se de louvável espaço dedicado à poesia. Parabéns!

Editor da Maloteca disse...

Muito bom, acesse o meu blog e ajude a divulgá-lo:

maloteca.blogspot.com

Rubens da Cunha disse...

muito legal seu blog, e claro, sua escrita cristalina...

abraços
Rubens

Nydia Bonetti disse...

Lau
Por algum motivo teu blog não está atualizando na minha lista de blogs que acompanho. Está lá, no - caminhos tantos - como se sua última postagem tivesse sido feita um mês atrás. Será um problema no teu blog ou no meu?
abraço.

Blá Blá disse...

adorei.
Leminski me inspirou mto.
brinquei ele 2 vezes.

vou colocar no seu orkut.