Translate

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

leminskiagem





passo pelo mundo
ancorado numa coragem
que desconheço


sei lá de que lado está
meu avesso


(do livro Texto Sentido – Lau Siqueira)

A ARTE DE FRANCC NETO
Em breve a cidade de João Pessoa abrigará uma exposição do artista plástico paraibano Francc Neto. O espaço escolhido foi a Estação Cabo Branco. O artista impressiona por usar elementos como o fogo, a cera de carnaúba, o tempo... tudo num trabalho marcado pela ancestralidade e pela transgressão. Confira o texto de apresentação da exposição de Francc Neto, no blog Pele Sem Pele: http://www.lau-siqueira.blogspot.com/ .

AGOSTO DAS LETRAS
Os gaúchos Luiz Fernando Veríssimo e Victor Ramil, Edson Cruz, Marcelino Freire, Sergio de Castro Pinto, Pedro Salgueiro, a portuguesa Constança Lucas, o projeto Dulcinéia Catadora são algumas das atrações do projeto Agosto das Letras, coordenado pelo grande poeta e grande figura André Ricardo Aguiar e patrocinado pela Prefeitura de João Pessoa, através da sua Fundação de Cultura.


REFRÃO




os ventos são algazarras
do infinito
em nossos cabelos gris...


(bis)


(do livro Texto Sentido – lau Siqueira)


UM POUCO DE HOMERO
“Não censures quem não merece censura. Ele sentou-se, bebeu seu vinho à vontade e disse que não tinha fome, pois ela lhe perguntou. Quando sentiu sono, ela mandou as servas lhe prepararem a cama, e não ele próprio. Ele disse que estava acostumado a dormir sem luxo e não queria leito e cobertas, mas dormiu num couro de boi e com velocinos, na antesala. Cobrimo-lo com um manto.”


(A Odisséia, tradução e adaptação de Fernando C. de Araújo Gomes)

4 comentários:

susannah disse...

Espero um dia nesta cidade onde moro um festival de poesia patrocinado pela prefeitura... seria um passo revolucionário para o mundo da literatura por aqui, onde pouca coisa acontece nesse sentido... Essa mudança, meu querido amigo, será feita na Universidade, com toda minha utopia a galope...

Bjs!
Susanna.

Márcia Maia disse...

Acredita que o festival daqui é nos mesmos dias do daí? E que eu estou numa mesa na sexta, 27, à tarde?
Queria demais ir pro Agosto das Letras: pelo evento em si e pelo enorme trabalho que André está fazendo.
Se der, vou no sábado.
Beijo pra tu, Lauzinho, em dia de pai e, por que não?, de avô.
Saudades muitas.

nydia bonetti disse...

Se toda cidade abrigasse um evento literário, mesmo em moldes mais modestos, estaríamos com certeza promovendo uma transformação, não só na literatura, mas no país, como um todo. Também sonho com algo assim, na minha pequena Piracaia.

Que coisa mais bonita esta algazarra de vento nos cabelos gris. Abraço!

Regina Coeli Carvalho disse...

Estive em São Paulo no final de semana de 24 de julho. Fui convidada por um poeta que conheci através da Internet e comprei seu livro a ir assistir a um Sarau na Casa das Rosas.
gnte simples, nenhum poeta "figurão" mas um ambiente acolhedor onde se respirava poesia.
Fiquei impressionada pois havia muitas pessoas da 3ª idade apresentando suas poesias.
Esses movimentos, mesmo que pequenos, disseminam poesias e são agentes multiplicadores de novos talentos.