Translate

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

ruído d'água
no rio nascente
música dos peixes

(Em Predadores, edição Dulcinéia Catadora-SP. LS)

ESPERANÇAS PARA 2011
Meu Ano Novo começa todo dia, em cada instante, com esperanças renovadas em solidariedade e invenção. Não é bacana a luta quando o sujeito dobra os joelhos para cumprir o que está posto. Para 2011, meu desejo é que as relações que se acercam sejam mais sólidas e verdadeiras. Que as sensações vividas sejam definitivamente capazes de gerar felicidade. E que essa felicidade jamais seja egoísta. Felizes dias para o espanto e para a nobreza de estarmos vivos.

COLETIVO MUNDO
Uma rapaziada super antenada, lá pelos idos de 2005, sonhou com a realização de um festival de arte independete e realizou o I Festival Mundo que já chegou á sexta edição ininterrupta. agora um site conecta essa rapaziada com o planeta Terra e seus afluentes. Confira o site e curta a extrema criatividade desta galera. Visite-os: http://coletivomundo.com.br/

BARBARA LIA
A grande e querida escritora Bárbara Lia espera sua visita para um chá, no seu blog Chá Para as Borboletas, pode entrar: http://www.chaparaasborboletas.blogspot.com/ (Ibama avisa: é proibido chapar as borboletas)

REVISTA BLECAUTE
Já está no ar mais uma edição da revista Blecaute. Produto de primeira, feito por uma rapaziada iluminada de Campina Grande -PB. Não se fira, confira:
 http://sites.uepb.edu.br/revistablecaute/quem-somos/

POEMA DE REYNALDO DAMÁSIO

é voraz
o vazio
da besta
no cio

é mordaz
o sorriso
do palhaço
sem circo

é fugaz
o pavio
desse corpo
ímpio

o círculo
do desejo
o vício
daquele
beijo

o idílio e
o ridículo
dão no mesmo

( ridículos, poema de Reynaldo Damazio, extraído da Rev ista Brasileiros)

3 comentários:

sandra camurça disse...

adorei o poema do Reynaldo, adorei.
feliz 2011, moço!

sabrina disse...

Oi Reynaldo amei o poemas de verdade muito bom se vc puder visite meu blog

Betomenezes disse...

A revista Blecaute só precisa de um melhor design gráfico pq no mais já ultrapssou em qualidade o Correio das Artes.