Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011
noturno










é noite sobre as folhas
da violeta que transita
    sua delicada beleza
no chão do espaço


plena nudez de
luas e nuvens sobre
um cercado de luzes


(lau siqueira – poema vermelho)

ARTE E PSICANÁLISE - Hoje conversei com um amigo, psicanalista, que está produzindo um vídeo com artistas plásticos e escritores. Ele propõe uma investigação sobre a experiência estética em nossas vidas. As certezas e as angústias da arte serão objeto de uma partilha de conhecimentos com um grupo lacaniano que estende suas pesquisas entre Recife e João Pessoa. Entre os entrevistados, o escritor pernambucano Raimundo Carrero, o artista plástico Flávio Tavares, a jornalista e mais algumas pessoas. O meu amigo é o psicanalista Everaldo Junior. Aliás, um ótimo ficcionista ainda inédito.
E O QUE É INÉDITO, HOJE? - A internet é a grande mídia deste início de milênio. Por enquanto, pelo menos, podemos atestar certa liberdade. Aliás, acho que esta é uma mídia que se alimenta, invariavelmente, de liberdade. Por exemplo, …
o galo







o silêncio
com suas equações
             de estrelas
abre os portais
da madrufgada

sob os olhos atentos
do infinito
um quarto de lua
empresta a partitura
                  ao galo


(do livro Sem Meias Palavras – lau siqueira)

OS DIREITOS AUTORAIS E O MINC - Preocupante a posição conservadora da ministra da cultura acerca dos direitos autorais no Brasil e, especialmente, em relação ao ECAD. O eCAD, como bem li em um artigo, é uma “aberração jurídica”. Por já ter tratado diretamente com esses senhores, compreendo muito bem que não se trata de uma instituição séria emais: o ECAD é um atentado aos direitos autorais. Uma instituição privada, criada na ditadura militar, certamente para enxer o bolso de alguns. Pois a ministra, parece, não quer discutir essa situação. Isso é sério demais para que o país fique calado. O movimento cultural cumpriu sua parte na campanha de Dilma. Dilma vacilou demais para escolher um nome para a Cultura. Mexeu onde não havia pressão política e desprezou os apelos…
algumas palavras




não usei o veneno
nem cumpri a tempestade
na parte que me cabe


não punguei minhas asas
nem fechei minhas páginas

segui caminhando com
as abelhas e as cigarras
: mel e canto do futuro

num traço delicado e denso
estirei minha alma para os
canteiros que colhem

as melhores chuvas


(poema vermelho – lau siqueira)

A POESIA QUE ME CABE - Por alguma razão alguém passa décadas e provavelmente a vida toda, escrevendo poemas. Logicamente que não apenas poemas, mas muito especialmente poemas - no meu caso. Palavras sempre jogadas na flutuação duma garrafa de versos. Palavras navegantes de águas profundas, respirando o vidro e o silêncio. É assim que se passam os dias nesta vida que aprendi a cuidar como um valor que vai muito além de mim. Escrevo sempre como se fosse a última palavra e como se sentisse uma estranha necessidade de me comunicar comigo mesmo nos dias que ainda nascerão.

O PAPO DOS BLOGS - Escrevi um artigo sobre a importância dos blogs para a poesia contemporânea. Um texto que …
tese de garimpo


(a morte não mede
             motivos
   nem acende
a coragem de beber
os olhos da sede)


(poema vermelho – lau siqueira)


CAOS E LETRAS - Mais uma boa publicação on line nos revela que a literatura contemporânea não apenas bebe na fonte, mas muito especialmente cumpre um traçado muito significativo na web. Cada vez mais vamos dissipando os preconceitos contra a literatura que explodiu na net, especialmente nos últimos dez anos. Ignorar a influência disso tudo nos processos criativos futuros é uma aberração. Seria como condenar ao passado o futuro da literatura. Mas, infelizmente esta é uma realidade. Com muita convicção, o blog Poesia Sim indica: conheça a revista Caos e Letras: http://i.webenviador.net/b/109124X200924428

“UMA AMEAÇA RONDA A WEB” I - Os cursos de Letras revelam uma realidade bastante curiosa. Enquanto alguns professores se mostram antenados com o que a literatura está experimentando no mundo inteiro, a partir da web, outros (penso que a maioria) ignora sol…
cobaia







não existem feridas
que não cicatrizem
mas a marca funda
de um olhar amargo
dói como a dor de
um bicho esmagado

(Do livro O Comício das Veias, Ed. Idéia-PB, 1993)

EZRA POUND - Passam os anos, as décadas e penso que oABC da Literatura continua sendo um dos livros maism importantes de toda a minha vida, pelo que instiga no pensamento e na criação. Neste livro podemos encontrar ensinamentos maiúsculos como nesta frase: “Estou firmemente convicto de que se pode aprender mais sobre poesia conhecendo e examinando realmente alguns dos melhores poemas do que borboleteando em torno de um grande número deles.” (Tradução de augusto de Campos).
I CONCURSO LITERÁRIO SELETA CULTURAL - Até o dia 31 de março estarão abertas as inscrições para o I concurso Literário Seleta Cultural, da Livropronto Editora e concorra a outras premiações. A Livropronto premiará 3 obras, de qualquer gênero com o patrocínio da publicação e impressão da primeira tiragem (para o primeiro colocado) que será distribuída aos aut…