CICLO VÍRGULA

os vaga-lumes
pedalam pela noite
com suas impulsões
de luz e sombra

entre besouros
de asfalto e canções
do anonimato

um dia a garganta
disse sim

e o silêncio nunca
mais escutou


(poema inédito)

FALANDO EM COISA COM COISA – Isso de escrever poemas e tentar alguma forma de fazer com quem sobrevivam alguns momentos após a sua escrita nos leva a acreditar em algumas verdades da poesia. Uma delas é que a poesia existe apesar de nós. Sempre arisca e desconfiada com os que fazem da poda um modelo de asas e uma impossibilidade de voo.  O poema só existe se o leitor existir. Antes disso é apenas uma tentativa.

BIRUTA


o vento chegou
invisível e apressado

correu pela planície

espalhou os pastos
fez voar as folhas

movimentou
as pétalas

carregou cigarras
e abelhas

tremulou o rio

transformou tudo
em calmaria

e nunca mais
voltou


(poema inédito)

FALAR DE POESIA – Falar de poesia é falar de invisibilidades. Certezas colhidas na dúvida da exatidão. Madura, percorre um caminho até servir à fome do corpo. Não há poesia se não houver o plantio, os grilos, as cigarras, os passarinhos abrindo as primeiras janelas da manhã.

(((((poesia é de graça e não sobra)))))



ANONIMANTO

de alguma forma

a poesia é forma
nenhuma

um vento
um invisível que
vai em frente

voando 
sobre as flores
e os estilhaços

(poema inédito)

Uma criança conta toda a sua vida num sorriso.
Proteja os pequenos, proteja as pequenas. O que existe de mais perverso na história da raça humana é o abandono da infância. Não faça nada que não esteja ao seu alcance. Mas, faça alguma coisa você também. Quanto mais densa a rede mais seguro o balanço e tranquilo o sonho de um mundo mais justo.

Até a próxima!

Comentários

Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
Deixo-lhe a minha bênção.
E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.
Delicados versos de imagens tensas e vigorosas

Postagens mais visitadas deste blog