Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013
DOMINGO

amou o eterno mas
perdeu-se no efêmero

no infinito esquecido
onde toda lembrança
é um sopro


(poema inédito)


FREUD E A CULTURA - "Se quisermos saber, porém, que valor pode reivindicar a nossa concepção do desenvolvimento cultural como um processo particular comparável à maturação normal do indivíduo, teremos de abordar, evidentemente, um outro problema; teremos de perguntar a que influências o desenvolvimento cultural deve a sua origem, como ele surgiu e o que determinou seu curso." (Dr. Freud, em "O mal-estar na cultura" - LP&M Pocket)
RUAS VAZIAS
às vezes 
não mais que uma sombra
passando do outro lado 
                                   da rua

ou mesmo um mínimo sinal
de uma passagem

uma pegada
um perfume colhido no vento

e a vida se mostra
por inteiro

transbordando em vôos
rasantes sobre os jardins

(poema inédito)

CORES DO INVISÍVEL - Ninguém haverá de revelar nossos sentimentos. Nem mesmo um poeta. Aliás, o poeta é a pessoa menos indicada. O poema é o labor e a transcen…

tercetos