Acompanhei a abertura da Copa do Mundo, escrevendo alguns poemas sobre lances do campo, sobre lances da partida. Todos os poemas abaixo foram publicados em tempo real, no Facebook. Foram escritos, aliás, na time-line. .
Um abraço!
Lau Siqueira


PADRÃO FOFAS

num contexto
frio de gramado

as pombas
espremidas nas
mãos das etnias
brasileiras

voaram 
assustadas
com o cerco
dos canarinhos

observadas
pelas nuvens

represadas na arena
para representar
uma liberdade falsa

padrão fifa

(tão fofas)



GOL CONTRA

o escrete croata
crê e cobre o credo
sobretudo escapa
pela esquerda
e acredita

o brasil cria 
o seu primeiro
embaraço

(marcelo
marcou 
um golaço)

OLHA O GOL

apesar de galvão
bueno

é gol

do brasil

neymar nem
menos


FALTA

faltou mirar
o chute 

a bola perdeu-se
no ar

a trave travou
neymar


PÊNALTI

o jogador fred
mas não cheira

caiu de maduro

mas o juiz
tem olhinho
apertado

tolinho

nem viu o lance
coitado

o juiz apita
neymar rebola

o goleiro quase
pega a bola


ESCANTEIO

o gol visto
de fora

de longe

bem longe da arena
com sua angulação
pequena

não deu em nada

(que pena)



OSCAR

aos quarenta 
e cinco do segundo 
tempo

finalmente um gol
de placa

gol de raça
sem tropeço
nem trapaça

gol de quem merece
levantar a taça

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog