Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015
Imagem
memória destroçada
qualquer lembrança
é melhor que nada


Escrevi este poemicro no Faceboock,como escrevo tantos outros. Me surpreendeu o interesse da escritora Maria Valéria Resende, amiga querida, nascida em Santos-SP e moradora na Paraíba, como eu. Valéria colocou o poema no livro "Quarenta dias", vencedor do Prêmio Jabuti 2015. Não fosse a atenção de Valéria este texto estaria perdido para sempre na linha do tempo de uma rede social.
Viva Valéria!


é tempo de lama e bala

entre paris e mariana

há um silêncio que fala

Poemicro sobre o atentado em Paris e a tragédia em Mariana-MG.

CANÇÃO DE AMOR
AO SILÊNCIO



às vezes 
- nem sempre

(eu disse às vezes)

o silêncio diz tanto
diz tanto o silêncio

que meus cílios
solfejam silícios

e há música
no que transborda

às vezes o silêncio
é vento apressado

semear bravura 
antes do medo

atento ao tempo
escuto seu eco

mais cedo

(Lau Siqueira)


LANÇAMENTO - O lançamento do Livro Arbítrio que aconteceria em Aracaju hoje, dia 7, acontecerá no domingo, dia 8, a partir das 16h, no stand da Livraria Escariz, na Feira do Livro e da Leitura de Sergipe - FLISE 2015. Estaremos lá.